Johnny Cash: letras e escritos musicados em um disco tributo
2 de junho de 2018
Beatles: maior exposição Beatle do mundo chega a POA
2 de junho de 2018

Alice Cooper: com mulheres dominando música, ele vê volta dos anos 80 no rock




O vocalista Alice Cooper falou sobre o atual cenário da música em entrevista à Billboard. O rei do shock rock disse que os músicos homens estão cada vez mais introvertidos e que as mulheres estão dominando no geral.

“Não é interessante que as garotas estejam fazendo todas as grandes produções? Lady Gaga faz uma produção incrível, e ela sabe o que está fazendo lá em cima – o mesmo com Shakira, o mesmo com Rihanna. É incrível que as garotas estejam assumindo as grandes produções e os caras tenham ficado muito introvertidos. Não entendo por que uma jovem banda de rock seria introvertida em vez de: ‘sou um rockstar, me solte, me coloque lá em cima e me deixe agitar esse lugar’”, afirmou Cooper, que chamou algumas bandas atuais de “anti-rockstars”.

Alice destacou, ainda, que se vê muito parecido com Lady Gaga. “Quando a conheci e peguei autógrafo dela – levei minha filha para vê-la -, o autógrafo diz: ‘Querido Alice, obrigado por me deixar roubar seu show’ (risos). Não, ela não roubou meu show, mas a ideia por trás do fato é que ela criou uma personagem chamada Lady Gaga e o que ela fez? Escreveu músicas para Lady Gaga. Faço músicas para Alice Cooper. Não faço músicas para mim. ‘O que Alice diria aqui?’. Isso me dá a chance de ser mais ultrajante de várias formas e um pouco politicamente incoerente”, disse.

Cooper, então, destacou alguns nomes masculinos que estão trabalhando com grandes produções. “Bruno Mars – aquele cara é um dos mais versáteis que já vi. Ele é mais versátil que Michael Jackson, eu acho. Ele realmente sabe o que está fazendo no palco. Olho para bandas jovens – o Foo Fighters é muito bom no que faz, o Green Day também, porque não deixam a plateia de lado e dão cada centímetro de energia que têm. Olho e digo: ‘por que as bandas de 18 anos não estão nessa?’”, afirmou.

Por fim, ele pontuou que imagina uma mudança no cenário da música – em especial, do rock – nos próximos anos. “Acho que haverá um ressurgimento dos anos 80, onde você verá bandas tentando ser o Mötley Crüe e o Bon Jovi. Foi uma época divertida. Chamam de hair bands, mas pense: as músicas eram ótimas, os discos eram ótimos, os clipes eram ótimos, o show era ótimo e eles tinham personalidade. Você olha para essas bandas e diz: ‘uau, eles sabem o que estão fazendo’. Isso foi embora. Então, acho que haverá um ressurgimento disso”, disse.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *